Reader Comments

O Que é SSD

by Patricia Santos (2018-05-16)


Aparentemente, o SATA Express podes atingir taxas de transferência de detalhes de até dezesseis Gb/s.hd para servidor ibm Se você quiser saber pouco mais de fatos, recomendo que acesse esse web blog :: hd para servidor dell Se o PCI Express (PCIe) é bastante ligeiro, não seria conveniente contarmos com SSDs baseados totalmente nesta tecnologia? Essas unidades existem, na realidade. Alguns modelos chegam a ter taxas de leitura de detalhes de até 2.400 MB/s. A velocidade de gravação geralmente não passa da metade da taxa de leitura, mesmo desse modo, permanece sendo alta. Tamanho funcionamento pesa no bolso.


SSDs PCI Express geralmente são muito caros, explicação na qual costumam ser utilizados somente em aplicações de alto desempenho. O M.2 (outrora famoso na sigla NGFF — Next Generation Form Factor) é uma descrição que pode trabalhar em tão alto grau com SATA III quanto com PCI Express. O padrão consegue conceder velocidades bastante elevadas, deste modo: até 32 Gb/s com emprego de 4 linhas de PCI Express 3.0, a versão mais rápida nos dias de hoje (ainda que ainda não haja SSDs que atinjam essa velocidade).


Outra vantagem do M.Dois é a tua maleabilidade de modelos, o que tem feito este padrão ser usado tanto em laptops bastante finos quanto em desktops. Temos tamanhos que irão de dezesseis mm a 110 mm de largura, e 30 mm até 110 mm de comprimento. Com o M.2, o SSD acaba assumindo o modelo de placa. A opção de 22 mm de largura é a mais comum. Os modelos menores, claramente, são mais indicados pra dispositivos compactos. Na tecnologia SATA, há uma especificação chamada AHCI que responde por essa tarefa. O problema é que o AHCI é mais adequado a HDs, ou seja, ao jeito de trabalho que considera acesso a detalhes em posições diferentes nos discos da unidade.


Não existindo discos nos SSDs, o NVMe foi montado pra pesquisar o potencial que não podes ser alcançado com o AHCI. O que o NVMe faz é multiplicar em várias vezes a capacidade da unidade de ganhar simultaneamente comandos de leitura e escrita. Desse jeito, há menos latência (tempo que o dado leva pra ser acessado e lido) e a obtenção dos dados acaba sendo mais rápida.


Com latência pequeno, as cargas de serviço também são executadas mais mais rápido, permitindo que os SSDs passem mais tempo inativos. Assim sendo, há economia de energia e até aumento da vida benéfico da unidade. A descrição NVMe não se limita a uma única tecnologia de conexão: é possível usá-la com unidades baseadas em PCI Express e M.2, tendo como exemplo. Uma limitação primordial do PCI Express e do M.2 é que estes padrões exigem conexão direta do SSD em slots.


  • Transforme-o no micro da sala de estar
  • Processamento poderosíssimo
  • Sistema Operacional
  • Nelson Lopes comentou: 01/08/doze ás 16:01
  • três Meses R$74,noventa
  • 163 posts - desde 07/10/2006
  • "slmgr.vbs /upk" - esse comando desinstala a chave genérica que você usou hd para servidor instalar

Se você quiser conectar o SSD ao pc por meio de um cabo, terá de usar outro modelo, como o SATA Express. Só que aí não será possível pegar proveito da descrição NVMe. Foi dessa forma que a indústria construiu outro modelo de conexão (porque é, mais um), o U.Dois (por algum tempo chamado de SFF-8639). O U.2 permite conexão via cabo e, ao mesmo tempo, suporta o PCI Express 3.0, além do NVMe, é claro.hd para servidor hp A dificuldade desta maneira está resolvido, mas, quem sabe, por um anão detalhe: cabos U.2 conseguem ser bem caros.


A gente de imediato conversou em arquitetura 3D, tecnologias como MLC e TLC e outros estilos que contribuem pro acrescentamento da know-how de armazenamento de detalhes dos SSDs. No entanto ausência um: a miniaturização dos chips. O propósito nesse lugar é deixar os transístores que compõem o chip com o pequeno tamanho possível, assim, o componente pode armazenar mais dados sem, mas, ter o teu tamanho físico aumentado. Este estilo é medido em nanômetros (nm), medida que equivale a um milionésimo de milímetro, quer dizer, a um milímetro dividido por um milhão.


Encontramos no mercado unidades com chips de trinta e quatro nm, vinte e cinco nm e 20 nm, a título de exemplo. Atualmente, assim como é possível achar SSDs mais sofisticados com chips com quinze nm e dez nm. Pela época da última atualização desse texto, prontamente se falava em opções com 7 nm. Não necessita comparecer muito ademais, todavia. A miniaturização não é um recurso simples porque, além dos custos envolvidos, pode transportar a dificuldades como instabilidade e incremento nas taxas de erros de leitura. É por essa explicação que a indústria estuda tecnologias alternativas, como a neste momento argumentada memória 3D XPoint.


Quando o tópico é SSD, essencialmente no momento em que nos referimos às unidades mais recentes, convém prestar atenção numa característica que tem ganhado cada mais destaque: o recurso TRIM. Ele é bastante sério. Vamos entender o porquê. Em geral, no momento em que você apaga um arquivo, ele não é inteiramente eliminado do sistema operacional. Na verdade, a área ocupada por ele é marcada como livre pra uso e os detalhes ficam ali de forma oculta ao sistema até que uma nova gravação ocorra.


É dessa forma que diversos programas de recuperação de arquivos apagados conseguem ter sucesso nessa tarefa. Nos HDs, o espaço acessível pra fatos podes ser gravado e regravado sem grandes dificuldades. Isto é possível já que, nos discos exigentes, os dados são agrupados em setores de 512 bytes (saiba mais a respeito nesta matéria a respeito HDs), onde cada setor poderá ser gravado e regravado de forma independente.


No SSD, esse processo é um pouco desigual. Pela memória Flash, as informações são agrupados em blocos, normalmente de 512 KB, sendo que cada grupo é composto por muitas divisões chamadas páginas. Cada uma delas tem, usualmente, 4 KB. O defeito é que este blocos de dados não podem simplesmente ser gravados e, logo depois, regravados com a mesma facilidade existente nos HDs.