Reader Comments

14 Ideias Super Criativas Para Personalizar A Estante

by Sophia Souza (2018-04-25)


Ela destaca que a personalização varia conforme perfil e os gostos do morador. No caso de um quarto de criança, móvel deve ser projetado levando em conta toda a sorte de objetos e brinquedos a serem guardados. Em se tratando de um colecionador, por outro lado, as estantes que exploram toda a extensão do pé direito são as mais indicadas.

estante para carrinhosQuando a coleção era pequena, de no máximo uns 200 exemplares, eu fazia pilhas com os títulos, uma pilha para cada, algumas prateleiras para cada tipo ou editora. Mas com as revistas atingindo número de 3 mil já começou a ficar mais difícil, então dou prioridade para as mais vistosas e mais acessadas ficarem mais à vista nas estantes, resto fica em armários fechados ou em caixas.

A cada dia ficava mais nervosa e sucessivas vezes rasguei, mastiguei e engoli a folha da leitura, professor não falou nada comigo, mas falou pra meu pai que decidiu deixar-me em casa esperar um pouco mais, pois eu era muito nova, mimada por todos e não estava correspondendo ao seu esforço, seu desejo de os filhos estudarem.

No Brasil, as histórias em quadrinho surgiram em meados do século XIX, mas apenas se popularizou com lançamento de clássicos como A Turma da Mônica", Menino Maluquinho", A Turma do Pererê" e Tico-Tico", que é considerada a primeira revista em quadrinho lançada no Brasil, em 11 de outubro de 1905.

Com tempo, as revistas que não são vendidas vão paras as caixas da próxima foto. Elas ocupam espaço maior da loja, só com revistas mais antigas. É um corredor bem grande com edições de vários anos. Esse espaço é dedicado quase integralmente aos quadrinhos de grandes editoras dos Estados Unidos e da Inglaterra. Talvez seja sensacional para colecionadores em busca de alguma edição avulsa perdida. Quando visito a loja nunca passo muito tempo ali. Meu lugar preferido é uma sala anexa a esse corredor, dedicado aos quadrinhos independentes, que também tem revistas infantis. No momento está abarrotado de obras dedicados a Hora da Aventura.

Embalagem: Ela segue padrão dos Taeyang, mas com um belíssimo padrão que remete as esculturas de gelo de Edward. recorte da janela em forma de caixão também é um ponto positivo. Seu posicionamento dentro da caixa faz com que ele seja um dos que precisamos tirar da caixa para ver melhor, já que seu cabelo fica amassado lá dentro, um ponto negativo para os colecionadores NRFB( never remove from box).

Por causa da catalogação no Guia dos Quadrinhos, tenho dado prioridade às edições brasileiras. Mas tenho muita coisa gringa sim. Da França, Argentina, Uruguai, Portugal, Inglaterra, Dinamarca, Rússia, Cuba, Peru. As pessoas costumam me trazer quadrinhos dos países que visitam e eu adoro receber esses presentes, é legal para entender como essa cultura dos quadrinhos funciona por lá.

Você pode ser um fã de quadrinhos há anos ou estar começando agora. Em ambos os casos você pode achar que ler em formatos digitais é uma experiência mais bacana do que no papel. Por isso, fizemos este guia para quem está querendo entrar no mundo dos quadrinhos digitais.

custo para adquirir um desses vai depender da região onde você esta residindo, na internet as estantes colecionador são oferecidas por preços bem competitivos, mas valor do frete pode torná-las caras. Encomendar em sua região pode ser uma boa, no entanto, os preços cobrados pelo fabricante local pode deixá-las mais desinteressantes do que comprar via rede mundial de computadores. Aproveitar equipamentos existentes em casa podem minimizar os custos, por fim fazer um ambiente amplo totalmente dedicado fica muito legal como no caso do Billy Karam (imagem acima), mas deve ser feito com muito planejamento, pois em caso de desistência da coleção no futuro poderá complicar uso do mesmo para outras finalidades.

Os ovos de ouro deste tipo estão nos consoles limitados caríssimos e lindos que se tornam tesouro numero 1 dos colecionadores de console, porém consoles raros e antigos como PC engine são item obrigatório de um colecionador de consoles. problema é tamanho da sua casa, pois consoles ocupam, muito espaço tornando esta coleção uma das mais hardcores do gênero.

Acredito ser completamente irrelevante discutir se histórias em quadrinhos são ou não literatura. Além de servirem, em muitos casos, como porta de entrada para gosto pela leitura em crianças e adolescentes, há uma evidente evolução de técnicas, temáticas e abordagens que não pode ser ignorada. Há Graphic Novels que são infinitamente melhores que algumas dezenas de aclamados best-sellers.

lançamento mais empolgante da semana, é mesmo Y - Último Homem #9 (Panini, 22,90), penúltimo volume da história da Vertigo que mostra um mundo onde os homens foram extintos em uma hecatombe. Brian K. Vaughan e Pia Guerra fizeram uma das melhores séries do selo nos últimos anos, simplesmente porque sempre tiveram uma ideia clara de início, meio e fim. Isso anda fazendo muita diferença hoje em dia.